Embrapa alcança posição de destaque em ranking mundial de produção científica

C&T Gestão - Gestão

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) atingiu o segundo lugar entre as instituições científicas governamentais brasileiras. Além disso, a entidade entrou para o ranking mundial do grupo de cem organizações melhores colocadas nos quesitos pesquisa e inovação. As posições foram alcançadas na edição 2016 do Ranking SCImago de Instituições - SCImago Institutions Ranking (SIR, na sigla em inglês).


O SIR está entre as ferramentas desenvolvidas com o intuito de mensurar a produção e a divulgação de informações científicas das instituições com objeto de avaliação – e não revistas e periódicos como é o mais comum. Além do ranqueamento por país, o SIR também posiciona a instituição por região geográfica e no mundo.


No Brasil, a empresa está em segundo lugar entre as 15 instituições governamentais ranqueadas, depois apenas do Instituto Nacional do Câncer (INCA). No ranking geral do país, entre os 122 organismos classificados, a empresa ocupa a 13ª posição, à frente, por exemplo, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em primeiro lugar está a Universidade de São Paulo (USP), seguida, até a 8ª posição, por outras universidades.


Considerando a América Latina, a Embrapa se encontra na 24ª posição geral entre os 206 organismos classificados, estando em 6º lugar na lista de 49 instituições de pesquisa categorizadas como governamentais.


A Embrapa está entre as 5.147 instituições integrantes do SIR, sendo uma das 1.203 classificadas como governamental. As outras três categorias do ranking são ensino superior (que reúne universidades e institutos de educação), saúde (com hospitais e centros médicos) e iniciativa privada (empresas de diversas áreas, como farmacêutica e informática, incluindo multinacionais).


Percentil


O SIR também gera outra classificação, por percentil - medidas que dividem a amostra ordenada (por ordem crescente dos dados) em 100 partes, cada uma com uma percentagem de dados aproximadamente igual. Por isso, o SIR adota, para este indicador, uma escala que vai de 0 a 100. As instituições melhor avaliadas são aquelas classificadas nos percentis mais baixos.


Esse sistema é usado para fornecer tanto outro ranking geral das instituições, quanto suas colocações quando se consideram três fatores distintos: pesquisa, inovação e impacto social. No ranking de impacto social, a Embrapa está entre as instituições do 1º percentil, tendo boas colocações na classificação geral (35º percentil) e, também, nos rankings de pesquisa (27º) e de inovação (48º).


Para mais detalhes sobre a classificação da Embrapa, acesse a pesquisa aqui.


(Agência ABIPTI, com informações da Embrapa)