Finep e Fapesp aprovam novos projetos de pesquisa para inovação em empresas

C&T Inovação - BR

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) anunciaram nesta semana 42 novos projetos de pesquisa para inovação em empresas, selecionados em editais do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas e de Apoio à Pesquisa em Empresas (PIPE/PAPPE). As propostas aprovadas incluem tecnologias para cidades inteligentes, combate ao vírus Zika e ao mosquito Aedes aegypti, anel acelerador Sirius e aplicações espaciais.

Os projetos foram selecionados em quatro chamadas de propostas: desenvolvimento de tecnologias e produtos para aplicações em Cidades Inteligentes – Cidades Sustentáveis (2016); combate ao vírus Zika e ao mosquito Aedes aegypti (2016); desenvolvimento do novo anel acelerador Sirius, do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), em 2015; e desenvolvimento de tecnologias e produtos para aplicações espaciais (2015/2016).

Nesses editais foram aprovadas, por exemplo, iniciativas para o desenvolvimento de um nanorepelente natural de longa duração para prevenção da Zika, dengue e chikungunya, e de um trem para o monitoramento do túnel que abriga o feixe de elétrons no acelerador Sirius, em construção no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

No Programa PIPE/PAPPE, parceria entre a Finep e a Fapesp, as empresas já devem estar na fase de desenvolvimento do projeto em escala industrial e comercial. As iniciativas serão apoiadas por meio da concessão de recursos de subvenção econômica à pesquisa para inovação, não reembolsáveis, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Finep, e de recursos orçamentários da Fapesp. Além da Fapesp, o Programa PIPE/PAPPE mantém parcerias com todas as Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) estaduais do país.

“Programas como esse estão na base de todo o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação em qualquer país do mundo. É exatamente o apoio às pequenas e médias empresas que compõem o dinamismo, a seiva criativa na área de ciência e tecnologia”, destacou o presidente da Finep, Marcos Cintra.

(Agência ABIPTI, com informações da Finep)